Desembargadora Ivone Caetano se torna medalha viva no Rio de Janeiro

17/11/2019 - 18h50

A desembargadora Ivone Ferreira Caetano, primeira mulher negra a tornar-se juíza do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, foi a inspiração para a criação da Medalha Rosa Negra pela OAB-RJ (Ordem dos Advogados do Brasil do Rio de Janeiro). A cerimônia foi realizada na última quarta-feira (13/11) na sede da Ordem dos Advogados do Brasil, no Rio de Janeiro. Ivone tem mais de 20 anos de trabalhos dedicados a magistratura fluminense e foi a primeira desembargadora negra do Estado.

A iniciativa da homenagem é de um grupo de advogadas negras e 11 entidades do Movimento Negro em apoio as Candidaturas Negras aos Tribunais do Conselho Nacional de Justiça e Conselho Nacional do Ministério Público, onde se cobra uma maior presença de pretos e pretas nesses espaços. O objetivo foi também homenagear a trajetória de sucesso na magistratura da Dra. Ivone Caetano.

A Comenda foi idealizada pela professora Cláudia Vitalino, da UNEGRO (União de Negros pela Igualdade), onde uma rosa foi apresentada com 11 pétalas (foto) para representar as diferentes entidades que apoiaram a criação da condecoração, dentre elas a Educafro Rio de Janeiro e o Conselho Estadual dos Direitos do Negro-CEDINE. A medalha Rosa Negra foi incorporada a OAB- RJ e a proposta é que passe a fazer parte da entidade nacional de advogados.

 “O objetivo é dar visibilidade para a luta de inúmeras mulheres negras para chegar onde chegamos”, explicou  a advogada Beatriz Silveira, vice presidente da comissão de igualdade racial da 8ª subseção da OAB-RJ.    

Neste mês em que se celebra a Consciência Negra no Brasil, este ato é importante porque busca valorizar homens e mulheres que se distinguem na sociedade pela defesa da igualdade racial bem como no enfrentamento as desigualdades da população negra.

A Rosa negra

Originalmente, a Comenda das Rosas Negras foi criada em 2005 pelo FEMN-RJ (Fórum Estadual de Mulheres Negras). A premiação tinha como objetivo homenagear quem atua no enfrentamento ao racismo. Em 5 de setembro deste ano, o Conselho Pleno da OAB-RJ aprovou a incorporação da Medalha de Honra Des. Ivone Ferreira Caetano, que recebeu a alcunha de Rosa Negra.

Foto: Divulgação

Acesse nossas redes sociais

PAUTA RIO
Copyright © 2019 
Todos os direitos reservados.