ELAINE MARCELINA

Memória, Cotidiano e Literatura

Poesia:

Acordar a capacidade

17/04/2020

Acordar a capacidade de solidariedade
Acordar a capacidade de amor ao próximo
Acordar a capacidade do perdão
Acordar a capacidade da gratidão
Acordar a capacidade de ter fé na vida
Acordar a capacidade de afeto
Acordar a capacidade do deslumbramento conosco e com o mundo
Acordar a capacidade de amar
Acordar a capacidade de ser ator
Acordar a capacidade de ser você
Acordar a capacidade da gentileza
Acordar a capacidade de viver
Acordar a capacidade de transbordar sua sexualidade
Acordar a capacidade de transcender o senso comum
Acordar a capacidade de meditar
Acordar a capacidade de ser livre, de voar
Acordar a capacidade de escrever
Acordar a capacidade de suplantar o imaginário e viajar
Acorde sua capacidade, transcenda as barreiras visíveis ou invisíveis
Acorde enquanto há tempo


Acorde e ao acordar se estimule, deseje, queira, vá, não pare, pois nem mais o céu é o limite. Acordei muitas de minhas capacidades, estou acordando outras tantas e quando acordar amanhã estarei em busca da vida, da arte, do amor, da solidariedade, de tudo um pouco, porque a cada amanhecer desperto e acordo com novos desejos, com novas expectativas, com novos sonhos. Sendo que todos os dias, trabalho as minhas capacidades, na tentativa de avançar, pois temos que avançar sempre e jamais retroceder. Então meus caros acordem suas capacidades, pois elas estão lá guardadinhas dentro de ti, descubra a chave para abri-las, descubra onde fica o botão que as liga, descubra sua tomada, descubra como dar a partida em seu motor, descubra qual o seu melhor combustível, em muitas das vezes temos que ser total flex, que seja, mas não perca o objetivo principal que é acordar, despertar, reagir, não se limitar, não se anular, não se bloquear, não se mutilar, não se auto flagelar, não se deixe lanhar.

Ouça essa poesia na voz da autora, Elaine Marcelina:

Poesia Acordar a capacidade - Elaine Marcelina

Conteúdos anteriores:

ELAINE MARCELINA

Escritora, professora, historiadora, mestre em história, roteirista, colunista e produtora do Pauta Rio. Elaine também é militante do Movimento de Mulheres Negras, do Movimento Negro Unificado e Ministro a Oficina de Escrita Criativa: Meu Primeiro Livro.

Siga a Elaine Marcelina nas redes sociais:

Facebook | Instagram

COMENTÁRIOS

PAUTA RIO
Copyright © 2020 
Todos os direitos reservados.