ELAINE MARCELINA

Memória, Cotidiano e Literatura

Poesia:

Letras Pretas

27/03/2020

Letras pretas tem sabor de alforria

Letras pretas tem sabor de força

Letras pretas tem sabor de África

Letras pretas tem sabor de ancestralidade

Letras pretas são grios

Letras Pretas versam a luta dos antepassados, a luta de hoje, com prenuncio de vitória amanhã

Letras pretas tem tom verde, amarelo, vermelho e preto

Letras pretas escrevem UBUNTU*

Letras Pretas, há letras pretas. Só nós sabemos seu tom, seu sabor, sua mensagem, seu toque, de onde vens e pra onde vai

Ah, letras pretas, o que seria de mim sem ti? Um livro em branco, mas você chegou e tomou conta de mim, transbordando a cada dia mais e mais versos vindos de lá, trazidos pelo tempo, pelo vento, pelo Universo, perpassando por mim, por meus dedos e escorrendo por minhas mãos de todas as maneiras possíveis, manuscrito. Digitada, no PC...

Enfim, você sempre chega e transforma o que penso em verso e prosa, só você mesmo "Letras Pretas"

*Ubuntu: A palavra Ubuntu possui diversos significados, mas dois deles são os mais citados nos mecanismos de pesquisa, são eles: "Humanidade para os outros" ou "Sou o que sou pelo que nós somos"

ELAINE MARCELINA

Escritora, professora, historiadora, mestre em história, roteirista, colunista e produtora do Pauta Rio. Elaine também é militante do Movimento de Mulheres Negras, do Movimento Negro Unificado e Ministro a Oficina de Escrita Criativa: Meu Primeiro Livro.

Siga a Elaine Marcelina nas redes sociais:

COMENTÁRIOS

Revenue growth in 2020.jpg
pauta sem fundo.png

PAUTA RIO
Copyright © 2020 
Todos os direitos reservados.