WILL MOREIRA

Recortes do dia a dia

A arte de ouvir a si mesmo diante da pandemia e do isolamento social

06/05/2020

O que mais tem nos incomodado nessa quarentena com certeza é a impossibilidade de encontrar a quem amamos, muitas vezes nosso mundo tão agitado cercado de familiares, amigos e colegas de trabalho se transformou em um mundo silencioso, vazio, e isso naturalmente nos gera angústia e, claramente, só conseguimos analisar essa situação com o foco no que é negativo.

Hoje eu vou tentar brevemente mostrar um outro lado dessa história. Enquanto estamos cercados de companhia, de ruídos, de festas, de compromissos e da rapidez que a sociedade nos impõe, nos falta tempo para sentar e conhecer melhor alguém importante: nós mesmos. No meio de tantas vozes a gente acaba abafando nossa consciência, a gente deixa de se ouvir e de ser uma boa companhia pra nós mesmos.

Pode ser que seus muitos compromissos seja na verdade uma fuga de um papo sincero com você mesmo, e sempre estar produzindo alguma coisa seja a fuga perfeita. Não se cobre nessa quarentena de estar sempre fazendo alguma coisa, faça com que essa solidão seja proveitosa para seu autoconhecimento.

Essa ausência de pessoas pode na verdade mostrar que você se sentia dependente delas, pode ser que com a sua voz interior abafada você estivesse ouvido mais a voz do outro que a sua, deixando na mão de outras pessoas decisões importantes de sua vida, e sendo um coadjuvante do seu próprio filme. Quando o outro soluciona nossas questões, acaba gerando um excesso de insegurança e imaturidade emocional.

Tire esse tempo para conversar com seu silêncio interior, escave sua alma em busca das motivações de fazer o que você faz e analise quais decisões em sua vida são realmente suas, tire um tempo para se conhecer.

Outros conteúdos

WILL MOREIRA

Escritor e colunista do site Pauta Rio

Siga a Will Moreira nas redes sociais:

COMENTÁRIOS

PAUTA RIO
Copyright © 2020 
Todos os direitos reservados.