• leandroribeiro3

E teremos doces, sim!

Por Jeaney Calabria ||

Foto: Jornal de Umbanda

E teremos doces, sim! É preciso adoçar a alma dessa gente carrancuda que anda por aí. Gente que transpira confusão e conspira medo. Gente sem temperança, que deixou a vida amargurar a própria vida. Que o moço do centro da cidade afrouxe a gravata! Que a moça de salto alto e olhar triste ponha uma flor no cabelo e um sorriso no rosto! E que chamem outras máscaras humanas desiludidas e brinquem de roda e girem bambolês e joguem bola e molhem os pés e parem o trânsito, a fumaça, o ódio, a culpa, a fome, a lágrima e a saudade.

Chamem! Chamem nossas Ibejadas! Chamem nossas crianças!

Pai Ogã, afina o couro! Toquem suas sinetas, Pais e Mães da Umbanda! É tempo - mesmo que curto! - do barulho de Esperança!

ONI IBEJADA!

0 visualização0 comentário
pôr do sol

Acesse nossas redes sociais

  • Facebook
  • Instagram
  • Twitter
  • YouTube
  • whatsapp icone